Volta, Roberto Paiva!

Roberto Paiva

Tiraram o ná do Roberto Paiva. Do Paraná, ele foi para o Pará.

Os paranaenses que acompanhavam o Paraná TV com certeza estranharam quando o repórter Roberto Paiva deixou de transmitir de Foz do Iguaçu (pela TV Cataratas), na qual fazia reportagens espinhosas sobre o tráfico, o contrabando e os problemas da tríplice fronteira.

De repente, Paiva se tornou correspondente da Rede Globo no Pará, trabalhando na TV Liberal, desta vez abordando temas espinhosos em reportagens sobre os problemas do Pará: escravização, assassinatos, extração ilegal de madeira, prostituição infantil e a questão indígena, por exemplo.

O blog se pergunta qual o motivo da transferência do repórter. Parece-nos que foi uma promoção, pois no Pará há muito mais matéria-prima para o jornalismo-denúncia, que está em cima da linha tênue que separa o jornalismo do sensacionalismo.

O fato é que Roberto Paiva não está agradando por lá. Yúdice Andrade, do blog Flanar, assina um post chamado “O fim do mundo, segundo Roberto Paiva“, escrito “em solidariedade a um amigo que odeia o cara e cogita até confrontá-lo, qualquer dia, se topar com ele pela rua”. Nele, critica as reportagens de Paiva no Pará, dizendo “que denegrir a imagem do Pará parece ser o único objetivo do moço”. O post em questão conta com o apoio de alguns paraenses irados.

Temendo pela integridade física de nosso conterrâneo, lançamos a campanha: “Volta, Roberto Paiva!”.