Um dia histórico para Maringá!

Estava na sessão itinerante da Câmara Municipal, realizada no salão paroquial da Vila Santo Antônio, porque a minha avó, pioneira do bairro, seria homenageada. No momento em que ela foi chamada para receber um diploma e os aplausos do público presente, os manifestantes chegaram. De maneira ordeira e organizada ocuparam o local e exigiram dos vereadores a instalação imediata de uma CPI para averiguar irregularidades na empresa que monopoliza o transporte público de Maringá. Diante da pressão popular, os 15 vereadores assinaram a criação da CPI.

Confesso que não tenho palavras para descrever o que aconteceu. Depois de anos participando dos movimentos sociais, campanhas eleitorais, escrevendo textos em blogs e em páginas do Facebook sobre a administração municipal, e muitas vezes levando pancadas por isso, finalmente vejo os mandatários da província sendo colocados contra a parede.

Os rumos desses protestos ainda são imprevisíveis, mas hoje presenciamos uma grande vitória. Ao contrário da manifestação de terça, vimos a definição de pautas, a retomada da questão do transporte público e uma condução politizada do protesto.

Apesar dos gritos de “sem partido!” ecoados pela turma do oba-oba – aquela que saiu do Facebook, acordou agora, flerta com o autoritarismo e prefere esconder o rosto utilizando máscaras da moda -, era visível que a liderança do ato cabia aos companheiros velhos de guerra nos movimentos sociais, acostumados com as lutas.

Aguardo com otimismo o que acontecerá daqui em diante na política maringaense. Se o movimento manter o foco nas lutas regionais (TCCC, Contorno Norte, 515 CCs da Prefeitura etc), pode acumular conquistas.

protesto
Anúncios