Guarda armada na UEM

Wilson Rezende reivindica em seu blog:

“Arma de eletrochoque é uma arma capaz de liberar uma descarga elétrica a fim de imobilizar uma pessoa momentaneamente, constituindo-se assim como uma arma não-letal, hoje infelizmente vemos estudantes baderneiros, cachaceiros e traficantes dentro da Universidade Estadual de Maringá, portanto a UEM deveria seguir o exemplo da UFSC pois lugar de bandido não é na universidade e sim na cadeia, 99% dos alunos da UEM são honestos, lutadores, a minoria, ou seja 1% são os baderneiros e cachaceiros do Pstu que ficam tomando lugar de trabalhadores que poderiam estar na UEM.”

Wilson vibra!

Anúncios