God save the mayor

Trecho de entrevista do prefeito para O Diário:

O Diário: Há especulações da oposição de que o senhor vai renunciar em 2012?

Silvio Barros II: Muitas vezes a população de Maringá já me ouviu falar isso e é convicção. Não há autoridade sem a permissão de Deus. Para você renunciar a uma autoridade concedida por Deus, no meu entender, precisa de autorização Dele também. Enquanto não tiver essa convicção eu não considero essa possibilidade. E repito: quem põe os governantes e quem tira os governantes é o poder superior. Não se trata de uma estratégia, de um plano, de uma proposta ou ambição pessoal. Entendo que estou cumprindo uma missão e agora não estou liberado desta missão. Para poder sair da prefeitura antes de concluir a missão, só se receber outra missão que tenha a certeza que foi orientação e incumbência divina.

Deus está sempre com Silvio.

Amém.

Anúncios

Haja Deu$!

Enquanto Globo e Record continuam se degladiando, resgato um texto que escrevi para o saudoso Idéias Ácidas em 21/01/2009:

***

Você, amigo leitor, que tem insônia e não possui a comodidade dos vários canais que a TV a cabo oferece, já deve ter reparado na quantidade absurda de programas religiosos que infestam a TV aberta nas madrugadas. Dos 13 canais disponíveis nos sistemas VHF e UHF, acredite, 10 transmitem programação religiosa na madrugada! Lembrando que estes horários são, em sua maioria, vendidos pelas emissoras para as entidades neopentecostais, e há também algumas emissoras pertencentes à setores da Igreja Católica, como a Rede Vida.

O pastor R.R. Soares é figurinha carimbada das madrugadas. Presente em quase todos os canais, inclusive no horário nobre da BAND, o missionário é provavelmente a figura que fica mais tempo no ar na televisão brasileira.

Um clássico entre os programas religiosos é o Fala Que Eu Te Escuto, produção da Igreja Universal e exibido há anos pela Record. São quase 6 horas de programa com diversas atrações: pastores conversam com os telespectadores pelo telefone, simulações de situações do cotidiano onde pessoas foram salvas pelo Senhor ou prejudicadas pelo Satã, reportagens sobre descarrego, enfim, é diversão que não acaba mais.

Neste cenário da madrugada, apenas Globo, MTV e Record News permanecem sem passar programação religiosa. O último a aderir foi o SBT, que substituiu o Chaves de 5 da manhã por um pastor. /o\

Vale refletir: em pleno século XXI, como essas entidades ainda enriquecem explorando a fé alheia? E o que é pior, acabando com a nossa programação nas madrugadas! Que o teto caia sobre minha cabeça caso tenha escrito alguma bobagem.

***

Complementando, lembro que na minha infância chamávamos o pastor Miranda Leal de “Me Dá Um Real”. Trocadilho bem bolado. E sobre Globo x Record, Marcelo Tas – via Twitter – mandou essa: Guerra Globo x Record: duas coisas a dizer: “Não aponte esse dedo sujo para mim” e “A mandioca é minha!”