No meu Face não pode

O vereador Flávio Vicente (PSDB) me excluiu do Facebook por causa de uns comentários que fiz na página dele. O assunto: a pendenga entre Maringá e Londrina. O governo estadual pretende nomear a ExpoLondrina a feira agrícola oficial do Paraná, deixando magoadinhos os defensores da ExpoIngá.

Para botar lenha na fogueira, vereadores londrinenses enviaram um ofício à Câmara de Maringá, convidando os nossos edis para comparecerem na feira londrinense. Flávio Vicente achou isso uma provocação, um absurdo. Comentei dizendo que provocação é o que a “turma do amém” (da qual ele é integrante) faz, votando a favor dos interesses sórdidos da família do prefeito, mantendo o mesmo número de vereadores (tendo como justificava a economia dos gastos) e logo depois aumentando os salários dos edis da próxima legislatura, etc. Isso sim é provocação!

Pois bem, o nobre vereador me excluiu. E eu não sou o primeiro. Sempre quando alguém vai em seu Face em busca de um bom debate, é imediatamente expulso. O vereador se diz moderninho, abre espaço nas redes sociais, mas não aguenta uma boa crítica. Só quer saber de babação de ovo – coisa que os assessores dele e alunos do Cesumar fazem muito bem.

Bom que se saiba que esse cara é pré-candidato a prefeito. Pelas atitudes infantis que toma na internet, é lógico deduzir que, sentado na cadeira de mandatário da cidade, seria tão antidemocrático quanto a atual administração (que ele apoia com unhas e dentes, aliás). Abre o olho, Maringá!

Anúncios

Exerça o papel de pai

Osmar Murassaki, o Mura, neste dia dos pais, conta como ameaçou um pretendente de sua filha:

Eu tive a Felicidade de ser pai… de verdade, de gerar, curtir gravidez, cuidar da minha filha nos primeiros meses de vida, trocar muitas fraldas, fazer mamadeira, levar no pediatra, fazer papinhas, levar comigo na UEM para estudar, levar nos parquinhos, fazer loucuras com sua motoquinha… vi minha filha crescer e aos quatros anos me supreender com as leituras das primeiras palavras… Coca-cola(rssss), aos cincos supreendia os amigos respondendo as tabuadas, era um tal de 4×8, 6×7, 9×5 e ela timida, respondia e dizia nao quero mais… Me lembro da sua alfabetização, da tentatiba de matricular ele numa escola aos 5 anos e da dificuldade que enfrentei por ela ter uma habilidade incrivel na escrita, leitura e matematica…. Vi minha criança crescer terminar o fundamental, o ensino medio, o primeiro namorado, que nao esqueço ate hoje quando veio pedir a permissão para namora-la na minha empresa e eu com uma pasta do tipo 007 com um revolver calibre 38 que costumava carregar na epoca fazendo questao de abrir na sua frente e olhando para os seus olhos eu nao esqueço a frase: voce tem certeza que quer namorar minha filha mesmo??? Depois veio do vestibular e alegria de ve-la realizando um sonho: passar em direito. Hoje, ja formada e preste a casar, tenho a sensação que ainda tenho muito daquele pai que nao sabia se chorava ou ria de alegria ao ver pela primeira vez o fruto gerado pelo amor a minha esposa… Ser pai realmente é uma dádiva e somente ELE, Pai de todos nõs sabe o tão quanto a presença paterna é importante na vida dos seres humanos. Grato ao meu grande pai, Sr. Chico Mura, e parabéns a todos os pais neste dia especial, principalmente para aqueles que assumirão realmente o papel de pai…