O spray de pimenta do século

Franz Silver, um eminente businessman radicado na cidade, como bom capitalista, resolveu fazer de seu hobby também uma fonte de renda. Depois de experimentar diversas variedades de pimentas em seus empregados, desenvolveu uma nova fórmula de spray de pimenta com efeito de até 24 horas, inspirado nas propagandas de desodorante e motivado por seu afeto por axilas bem depiladas.

O spray de pimenta parece que veio mesmo para ficar. “Já temos uma encomenda de 1200 unidades feita pela Guarda Municipal”, revela. Mas os cidadãos de bem também podem adquirir. “Ele pode ser usado perfeitamente em casos de tentativa de estupro ou abordagens de flanelinhas, cada vez mais comuns em nossa região”, garante Franz.

A esperança é que em breve o produto seja liberado para vendas nas escolas, um nicho de mercado ainda a ser explorado. “O spray é de fácil uso e pode ser usado já no ensino fundamental. Aliás, ele pode ser fundamental como recurso pedagógico e em casos de defesa pessoal para bullying ou mesmo em brigas de gangues de moleques na saída da aula”.

O self-made man também já fez uma proposta tentadora à Câmara Municipal. “Pretendemos incluir o spray nas despesas de gabinete de nossos vereadores. Com tantas notícias negativas, nunca se sabe qual será a reação da população. O spray garante resposta rápida a ataques violentos”. O empresário não discutiu a possibilidade de a população usar a mesma tática contra os legisladores, o que lhe daria lucros sem precedentes.

A novidade foi divulgada à comunidade numa casa noturna. Todos os colegas do ramo ganharam amostras grátis. Lose Reonel aprovou: “Cabe na bolsa, é uma gracinha”. Posteriormente, também foi usado o “marketing de guerrilha”, com envio de spam e pop-ups em sites, como forma de deixar os consumidores com raiva e, portanto, mais propensos a adquirir o produto.

Anúncios

Animação

O Rigon informa:

“Está uma alegria danada entre os pré-candidatos a vereador de Maringá. Além da notícia de que será apresentado projeto aumentando de 15 para 21 as cadeiras na câmara municipal, na reabertura do ano legislativo, a condenação em segundo grau de nove vereadores e ex-vereadores e o seu enquadramento na Lei Ficha Limpa deu ânimo para a turma”.

Carlos Mariucci, o candidato dos artistas, e Negrão Sorriso, cotado até para uma candidatura ao Executivo, gostaram da notícia.

Jornalismo canalha

Primeira página do Jornal do Povo de hoje: “Tarifa do transporte coletivo de Maringá não é a mais cara do Brasil”. Na matéria, desqualificam a manifestação dos integrantes do DCE a respeito do aumento do preço da passagem e fazem uma série de elogios à empresa que monopoliza o transporte coletivo da cidade canção.

Uma pequena amostra do tipo de jornalismo que fazem em Maringá. Aliás, nem pode ser chamado de jornalismo. É negócio mesmo.

Parque do Ingá se transformará em área residencial

Na calada da madrugada deste domingo, a Câmara Municipal de Maringá realizou uma sessão super-extraordinária e aprovou o projeto de lei, de autoria do Executivo, que transforma o Parque do Ingá em área residencial. Segundo o líder do prefeito na Câmara, vereador Raine Bananeira (PP), a construção de prédios no Parque do Ingá atende à demanda das grandes construtoras. “Liberamos todas as principais avenidas, inclusive a Colombo. Não tinha mais onde erguer edifícios. Restou esse terreno ocioso no centro da cidade”, afirmou Bananeira.

Zeroberto Henrique (PT) votou contra o projeto. “É um absurdo. Os macacos que residem no Parque vão procurar abrigo nos arredores da Praça Raposo Tavares e, em contato com as pombas, podem causar um sério desequilíbrio natural”, critica o petista. Henrique também se preocupa com a questão social: “Migrando para aquele local, os primatas com certeza irão se prostituir e entrar no mundo do crack”.

O prefeito Bilvio Sarros (PP), que está de férias, encaminhou mensagem ao Legislativo elogiando a aprovação do projeto de lei: “Damos mais um grande passo para eliminar tudo que é improdutivo de Maringá e crescer com cidadania. Primeiro a antiga rodoviária, agora o Parque do Ingá. O próximo da lista é o Estádio Willie Davids”.

*

AVISO: Você acabou de ler uma obra de ficção, portanto, não se desespere.