Uma canção que batizou uma cidade e um blog

maring-a

Retirado do blog do Carlos Sica.

 

Anúncios

Blogs sujos criticam imaculado prefeito em troca de trinta dinheiros

A denúncia do secretário de Comunicação de Maringá e colunista do O Diário nas horas vagas (ou vice-versa) chocou a cidade. Meios de comunicação que se dizem independentes e críticos da administração municipal realizam esse trabalho sujo porque, vejam só, recebem uma bufunfa mensal. O “mensalinho” alimenta essa raça de seres subversivos que desejam a todo custo impedir o progresso da cidade.

Comunistas travestidos de blogueiros, jornalecos baratos distribuídos em época eleitoral, o partido dos mensaleiros, ateus e satanistas estão mancomunados com um único objetivo: destruir a inatacável família que detém o poder político da cidade.

O atual prefeito, homem de sucesso e rico graças à predestinação divina, foi indicado a dedo pela família abençoada para continuar promovendo o bem-estar social da população. Alguém temente a Deus não pode fazer o mal.

Os argumentos dos blogueiros sujos são delirantes. De maneira orquestrada, atacam o aumento excessivo do número de cargos de confiança da Prefeitura. A cidade cresceu, fato! Precisa de mais quadros qualificados para administrar. Uma benção que tais profissionais capacitados apoiaram o candidato vitorioso e estão sendo agraciados com um lugar na gestão pública.

Outras críticas dos azedos já foram exaustivamente discutidas e nem merecem menção. A especulação imobiliária, por exemplo, que graças a Deus existe na cidade. Cidadãos honestos que compram seus terrenos devido ao suor do trabalho são beneficiados com a valorização crescente.

A cidade vai bem, obrigado. Muitos prédios bonitos, carros convivendo em harmonia com os pedestres, comércio próspero e políticas públicas adequadas para os menos favorecidos. Pobreza é algo raro por aqui, mas os que possuem poucas posses não podem reclamar. Gozam de bom atendimento nos serviços essenciais e da benevolência dos governantes locais.

Maringá é terra de gente trabalhadora. Empresários e empregados andam de mãos dadas e, juntos, alavancam a economia da região com o auxílio das grandiosas associações comerciais e empresariais.

Estamos solidários com o prefeito. Ataques contra a sua honra são inadmissíveis. Questionamentos sobre o modo de governar do grupo político da família de passado ilibado são intoleráveis. Se o povo o escolheu, é porque sobra competência. Aos “anti”, resta a inveja e o rancor. E o dinheiro do “mensalinho”, claro. Insistimos na pergunta: QUEM PAGA? QUEM?

QUEREMOS A FOICE E O MARTELO DO PERIGO VERMELHO LONGE DE MARINGÁ. DENUNCIE OS BLOGS SUJOS!

STALINISTAS ESTÃO A SOLTA NA CIDADE. QUEREMOS A FOICE E O MARTELO DO PERIGO VERMELHO LONGE DE MARINGÁ. DENUNCIE OS BLOGUEIROS SUJOS QUE EM TROCA DE TRINTA DINHEIROS JOGAM PEDRAS NO PREFEITO E ALIADOS.

A censura, mais uma vez

Dom Anuar solicitou a retirada da imagem da Catedral do cartaz da Parada Gay. Da mesma forma que a Associação dos Canalhas e Inescrupulosos de Maringá (A$IM) agiu com a gente no ano passado. Evidente, é claro, que se o post não fosse retirado o blog seria processado, assim como o pessoal do movimento LGBT também caso não se retratassem.

E Maringá segue da mesma maneira. Alguns – a A$IM, a Igreja, a $ociedade Rurár, a escolinha do professor Wilson, entre outros – são intocáveis. A diferença entre nobreza, clero e plebe se acentua a cada dia. O medievalismo tem lugar nesta pequena província do norte do Paraná.

Quem viu desrespeito no cartaz brincou de pega-pega com o padre na infância.

Messias Mendes

O blog do Messias Mendes agora está em odiario.com.  Sempre incisivo nas críticas contra o status quo da cidade, esperamos que o veterano jornalista tenha vida longa em seu novo projeto.

Este humilde blog, em sua breve passagem pelo maior portal de notícias da região, não teve muita sorte ao se posicionar do lado oposto dos canalhas de Maringá. Foi censurado sumariamente. Após um ano e três meses de hospedagem, depois de algumas ameaças judiciais – prova de que liberdade de expressão é uma utopia -, voltou ao WordPress.

Mais uma vez: a foto

Ávidos consumidores de propagandas, percebemos, mais uma vez, a foto do blog usada indevidamente. Desta vez, em peça do Ibracin, para promover o curso técnico em transações imobiliárias. Foi veiculado no Jornal de Ofertas Imobiliárias da Central de Negócios Imobiliários ano VII, n. 144, 16-31 jan. 2012, e também em cartazes colocados em alguns coletivos da TCCC. O autor é um tal Marcelo Rodrigues, celular 9998 0840.

* * *

A foto também vem sendo usada pelo perfil no Facebook dos “Ateus de Maringá”, que surgiu na esteira da tal ATEA — Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos.

Guarda armada na UEM

Wilson Rezende reivindica em seu blog:

“Arma de eletrochoque é uma arma capaz de liberar uma descarga elétrica a fim de imobilizar uma pessoa momentaneamente, constituindo-se assim como uma arma não-letal, hoje infelizmente vemos estudantes baderneiros, cachaceiros e traficantes dentro da Universidade Estadual de Maringá, portanto a UEM deveria seguir o exemplo da UFSC pois lugar de bandido não é na universidade e sim na cadeia, 99% dos alunos da UEM são honestos, lutadores, a minoria, ou seja 1% são os baderneiros e cachaceiros do Pstu que ficam tomando lugar de trabalhadores que poderiam estar na UEM.”

Wilson vibra!

Valeu, Negrão!

Jones Dark fez elogios ao blog ontem, depois de ler a postagem sobre o Selvagem:

vcs nao sao fraco cofesso sou admirador de vcs
pena que nao ta mas no odiario mas na verdade vcs nao precisa vcs tem muito potencial maringa e pequeno pra vcs
e tambem ja quero agradescer vcs pelas as materias que vcs coloca falando do negrao
Valeu!

Animação

O Rigon informa:

“Está uma alegria danada entre os pré-candidatos a vereador de Maringá. Além da notícia de que será apresentado projeto aumentando de 15 para 21 as cadeiras na câmara municipal, na reabertura do ano legislativo, a condenação em segundo grau de nove vereadores e ex-vereadores e o seu enquadramento na Lei Ficha Limpa deu ânimo para a turma”.

Carlos Mariucci, o candidato dos artistas, e Negrão Sorriso, cotado até para uma candidatura ao Executivo, gostaram da notícia.

Maringá, Maringá: 3 anos

Hoje é aniversário do blog. O primeiro post do Maringá, Maringá foi publicado em 21 de dezembro de 2008. Desde então, muita coisa aconteceu. A galera que nos acompanha sabe tudo de cor e salteado, portanto, não é preciso descrever detalhadamente nossa trajetória.

Nesses três anos, quase sempre com bom humor, apontamos o dedo para as ações dos nossos representantes. Temos certeza que despertamos o olhar de muitos internautas desatentos para certos absurdos que acontecem em nossa cidade.

Apesar das poucas atualizações no último semestre (culpa das atividades cotidianas), continuamos firmes e fortes. Sigam com a gente, leitores fiéis. Contamos com sua participação e, se possível, uma contribuíção financeira, por menor que seja, caso algum mafioso poderoso da cidade resolva nos processar. Vai saber, né? Brincadeira, brincadeira (nem tanto).

O importante mesmo é que não esqueçam de compartilhar as postagens do blog nas redes sociais. Quanto mais somos lidos e comentados, mais a mensagem da Maringá que acreditamos é espalhada: uma cidade que valoriza a construção da cidadania e não as construções de cimento; que valoriza os espaços públicos acessíveis e de qualidade; que entende que a juventude necessita de muita cultura, esporte e lazer, e sem pagar caro por isso. Etc, etc, etc. Enfim, uma cidade menos “acim, acim”, menos “embarreada”.

Obrigado a todos e rumo ao ano IV!

O Chávez tem bom humor

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, brincou nesta terça-feira com a campanha da Benetton na qual aparece, em uma montagem, beijando a boca de seu colega americano Barack Obama, afirmando que “foi uma boa piada” e que espera que a empresa lhe dê pelo menos uma “gravata” de presente. (mais…)

Ao ler a notícia, recordamos que este blog, durante algum tempo, fez parte do maior portal de notícias da cidade, e se dedicou a fazer humor com instituições e políticos da região. Ao contrário de Chávez, as autoridades daqui não possuem o mesmo senso de humor. A casa de legisladores foi a primeira incomodada com uma suposta brincadeira de mau gosto do blog. Engraçado que, para eles, dobrar o próprio salário não é desrespeito. Sofremos o golpe de misericórdia quando a Associação Censuradora e Inescrupulosa de Maringá se sentiu atingida com outra sátira. Assim se encerrou a parceria com o portal de negócios jornalismo.

Ironicamente, esses que cercearam nossa liberdade de expressão provavelmente sentam nos confortáveis sofás de suas casas, com a Veja nas mãos, e criticam Chávez pelas atitudes antidemocráticas que adota em território venezuelano.

Mas, enquanto Chávez apenas ri da brincadeira feita na propaganda, os donos do poder da província maringaense, tão sedentos e cegos pelo dinheiro, perderam até a capacidade de sorrir. Sentimos na pele que ninguém, nem mesmo despretensiosos jovens blogueiros, podem caminhar na direção oposta do progresso de cimento e em benefício de poucos.

Censura, a gente vê por aqui e lá

O blog londrinense Paçoca com Cebola, hospedado em odiario.com, foi notificado pelo prefeito Barbosa Neto a retirar uma charge em que ele aparece com um machado na mão – uma alusão às várias árvores centenárias que estão sendo cortadas para obras no Bosque de Londrina.

Quem conhece nossa trajetória sabe que de censura nós entendemos, e apostamos que o ótimo blog de Cláudio Osti não permanecerá muito tempo hospedado no “maior portal do interior do Paraná” – que não faz jornalismo, faz negó$$io.

R$ 65

Arredondando, foi quanto cada um de nós recebeu depois de passar um tempo ano em um dos maiores portais do Paraná. Voltamos depois de testar o limite da paciência de alguns e, ao mesmo tempo, testar a nossa própria.

Estamos tirando o pó e passando tinta nova nas paredes da velha casa. Mas eliminar as ervas daninhas do jardim demora um pouco mais. Sempre abertos ao debate, várias vezes fomos acusados de não aceitar críticas. De fato, ninguém é obrigado a suportar ofensas vazias. Vamos continuar fechando os olhos e os ouvidos para quem gosta de provocar sem mostrar o nome e sequer nos conhece. A esses, dizemos adeus desde já e pela última vez.

Seguimos para a nova etapa tranquilos, com o incentivo de quem gosta deste espaço. Já são tantos que nem vamos citar, sob o risco de esquecer alguém. Obrigado pela primeira vez, agora.

E com um pedido: comentem mais, por favor!