“Coisa de mau político”

Em 2004, há quase dez anos, Joba concorreu ao cargo de prefeito de Maringá pelo PV e fez quase 7800 votos. Na quarta capa de seu programa de governo vinha impressa a letra de “Endereço: Maringá, Paraná!”, de autoria de Emir Nunes Moreira. A música ficou a cargo de Beto Capeletto e o arranjo de Paulo Machado — o grupo Terra Vermelha.

A gravação na voz do ex-vereador fez relativo sucesso na cidade e foi usada e abusada em sua campanha eleitoral que, entre outras coisas, também se valeu de bonecões de Olinda com a figura do cabeludo. Em seguida, derrotado nas urnas, Joba saiu da cena política de Maringá.

Passada uma década, o advogado Emir Nunes Moreira — que não é maringaense — reclama a autoria e revela: “Jamais autorizei o seu uso. O tal Joba é useiro e vezeiro em apropriar-se de letras alheias e não devolvê-las. Coisa de mau político…”.

Anúncios

2 respostas em ““Coisa de mau político”

  1. Pingback: “Coisa de mau político” | Diário Maringá

  2. nossa, sr. emir, por que tanta agressividade? deram-lhe crédito para a letra! e mais: não fosse musicada, seus versos ainda estariam numa gaveta qualquer esquecidos! o sr. tem outros? são belos e deveriam estar correndo ao vento! vamos cantar maringá, nossa quase new york!!! abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s