Marly de moto

Agora, a mesma vereadora que há um tempo atrás propôs o toque de recolher para proteger os jovens baladeiros da criminalidade — e ao mesmo tempo impedir outros de ser a bandidagem madrugadeira –, sugere proibir os garupas nas motos, sob o mesmo pretexto de proteger a comunidade da criminalidade, mesmo que cerceando os direitos e as liberdades individuais. Por enquanto, a questão, longe de virar lei, já faz as pessoas pensarem como farão para levar a namorada no médico.

Rafa, que é meu cúmplice caronista e motoqueiro, deve estar estarrecido.

Então achamos no YouTube o comentário do Dâniel Fraga — que crê no fracasso do Estado em todas instâncias e aproveita o episódio para fazer críticas partidárias infundadas — sobre o projeto de lei do deputado Jooji Hato, de São Paulo, que propôs a mesma restrição (não vale a pena ver todo, apenas pule o vídeo e veja a citação abaixo):

“Daqui a pouco, alguém vai ter a brilhante ideia de que as pessoas não podem sair à noite pra coibir o crime, pra evitar a criminalidade”. Rá.

Como a mente humana é linda.

Pelo direito de levar nossas namoradas na garupa
Anúncios

2 respostas em “Marly de moto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s