Fatos da Zona 7

Da leitora Raquel Sirotti:

Neste sábado passado (9/4), tive a oportunidade de presenciar um episódio que ilustra perfeitamente a atuação desequilibrada de nossa força policial, que, além de buscar mais a intimidação que a proteção, muitas vezes age de forma truculenta e desnecessária.

Por volta das 21h, fui até a lanchonete Hora do Lanche (Av. Doutor Mario Clapier Urbinati) para comer um sanduíche e conversar com alguns amigos. Assim que estacionei o carro e me dirigi à calçada, cinco viaturas, atendendo a uma denúncia de som alto, desceram a rua na contramão em alta velocidade e pararam na frente da república K-zona, onde acontecia uma festa (duas viaturas já estavam estacionadas no local).

Muitos policiais, armados com escopetas e cassetetes, desceram dos carros e se concentraram na frente do portão da casa. Não tive a oportunidade de averiguar perfeitamente o que donos da casa e policiais falavam, mas, pelo que um dos moradores da república me informou depois, estes queriam conversar com algum representante da república. Caso ele demorasse a aparecer, iriam invadir. Depois de 15 minutos, o sujeito apareceu para prestar esclarecimentos aos policiais, conversou durante algum tempo e foi levado involuntariamente em uma viatura para a delegacia.

As perguntas que ficaram na minha mente e na de muitos jovens que estavam presentes nesta cena foram: será que uma denúncia de som alto incomoda tanto a ponto de serem necessárias 7 viaturas? Será que som alto constitui uma ameaça a alguém? Afinal, os policias estavam nitidamente prontos para agir. Será que o morador da república precisava ser levado até a Delegacia para “assinar B.O.”? E, finalmente, a pergunta mais intrigante de todas: onde estavam estas 7 viaturas quando a loja de conveniência ao lado da lanchonete Hora do Lanche foi assaltada e precisou esperar 40 minutos até um carro policial chegar no local?

Nós realmente gostaríamos de saber.

Anúncios

8 respostas em “Fatos da Zona 7

  1. Sou contra qualquer tipo de exagero por parte da policia. Mas meu jovem, você irá se formar, arrumar um trabalho, sustentar sua casa e sua familía e com certeza vai querer descansar no final de semana. Daqui uns 10 anos quero ver se sua opinião não muda em relação a som alto em frente a sua casa.

  2. Comentário ao comentário: não sei se é o seu caso, mas pelo que entendi, o crime deve ser praticado em silêncio ou, em outras palavras, o bom ladrão vive quietinho.
    Comentário à mensagem: apesar do avanço da tecnologia e da estabilidade econômica, colocando ao alcance de qualquer um cada vez mais watts e decibéis, o bom gosto não se desenvolve.

  3. Comentário ao comentário: o crime deve ser praticado em silêncio ou,

  4. pelo que entendi,a questão postada aqui é sobre a ação da policia.Acredito que os comerciante daquela região, gostaria da mesma agilidade da policia,ao serem informados de um assalto.
    Talves,se chegassem tantas viaturas quanto que por duas vezes ja chegaram nesta republica,para atenderem uma ocorrência de assalto,e em seguida fizessem ronda,quem sabe os ladrões estariam presos?

  5. Ahh, o vizinho da republica era juiz ou polica. Enquanto a loja roubada nao quer dizer nada.
    Patetico o sistema!

  6. desculpe a expressão mais já virou putaria a PM em Mgá.
    Meus caros o confronto está dado, Polícia e Moradores ranzinzas X Estudantes e jovens.
    Pegue suas armas e escolhe seu lado.

  7. Tem um tal de Bartô do Pstu que é o lider dos baderneiros, lugar de baderneiros é na cadeia.

  8. Marcos, discriminação também é crime, assim como muitas outras pessoas desinformadas e preconceituosas, vc discrimina o Bartô pelo fato de ele ser estudante, e o estudante de hoje é o profissional de amanhã…. amanhã vc vai precisar de todos esses estudantes que são criminosos “baderneiros” de hoje…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s