Sobre beijos e tiros

Gustavo T. escreveu brilhantemente sobre os atiradores do Twitter durante a posse de Dilma Rousseff. Volto ao assunto porque, nos Estados Unidos, a onda ultraconservadora contra o governo de Barack Obama resultou em seis mortes e uma congressista baleada. O jovem assassino nada mais é do que um filhote do Tea Party.

Os ataques contra Obama começaram na internet e acabaram em chacina. E tem gente que acha brincadeira tweetar: “e vou confessar que durante a #possedilma eu fiquei esperando algum atentado acontecer! kkk ia ser massa”.

Os matadores virtuais da presidente brasileira deveriam ser seriamente investigados. Ou queremos repetir a história norte-americana?

 

Anúncios

2 respostas em “Sobre beijos e tiros

  1. vai saber. eu de qualquer forma acho que o twitter é uma ferramenta supervalorizado, mal compreendida e totalmente desnecessária para a maioria das pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s