Notas sobre uma formatura

Na última sexta, estive na colação de grau do ensino médio de minha irmã (eu mesmo faltei à minha para prestar vestibular em Campinas). Uma beca invocada, interpretações comoventes de “Ao mestre, com carinho” e “My way”, rasgação de seda, tudo muito bonito. Reencontrar antigos professores, conhecidos e colegas me fez lembrar de que não concordo como a educação é tratada, numa escala maior, em nosso país e, na menor escala possível, naquela escola. Porque…

… entrar numa universidade pública é o único caminho
Apenas os melhores entram nas melhores universidades do país. O diretor foi falando: metade não conclui o ensino médio, poucos entram na universidade, muito menos ainda entram numa universidade pública. Então, os bons devem fazer parte da minoria, o que é muito justo. Os alunos, julgando-se parte dessa minoria, comemoraram inconscientemente.

E por que a maioria fica de fora? Porque não têm condições de pagar um colégio que lhe dê o cabedal de conhecimentos inúteis, necessários apenas para realizar aqueles três dias de prova. Porque não têm condições de deixar de trabalhar para estudar ou pagar o dinheiro da inscrição do vestibular. Mas ok, existem pobres no mundo (ou “carentes” ou “menos assistidos”, como preferir) e a culpa não é sua. Você trabalhou muito para colocar seu filho num bom colégio. Porque…

… quem trabalha, persevera
O bom trabalha até 14 horas por dia para progredir na vida; trabalha o dia todo e estuda à noite, porque entrar numa universidade pública é o único caminho. Ora, nossa sociedade é construída a partir da exploração do trabalho de 95% das pessoas por aqueles 5% mais ricos. Mas o bom dela é que todos têm chance de crescer. Progredir na vida é só uma questão de esforço e coração puro. Quantos trabalham até mais do que você, mas nunca conseguem nada além do dinheiro necessário para passar o mês? Porque eles não merecem, não é mesmo? Deus ajuda os bons, e apenas os bons progridem, porque merecem estar entre os 5%. Deus faz os self-made men. Agora, se seu filho não progride, bem…

… nós somos os melhores, e se o seu filho não passou no vestibular, é culpa dele
O diretor, baseado em sua experiência de quase três décadas de sala de aula, afirmou que, de cada 100 alunos, apenas 5 são brilhantes e fazem alguma diferença no mundo, enquanto os outros 95 são medíocres e sua existência, deu a entender, não é grande coisa. Essa razão não valeria só para alunos, mas para todos os seres humanos. Meu caro: que pretensão é essa de se julgar entre os 5% mais brilhantes da raça humana?

Segundo ele, os professores de seu colégio também estão entre os 5% mais brilhantes. O raciocínio é o seguinte: os professores são competentes, porque são mestres, doutores e têm especialização, o material didático é o melhor ever e, se seu filho não passou no vestibular, é porque não se dedicou. E você tem de concordar com isso. Ele teve a chance, mas não é bom o suficiente e não há nada para se fazer. Porém…

… em nossa escola também funciona uma faculdade particular e o diretor dela é o patrono da formatura
Seu filho passou por todas as etapas necessárias para se chegar à universidade pública, mas ele simplesmente não faz parte daqueles 5%. Não se preocupe — agora ele pode fazer parte dos menos medíocres entre os 95% medíocres. Você já percebeu que a educação é que faz a diferença. E a educação é mercadoria, e sempre será. E, como mercadoria, é para poucos.

Se este não é o seu caso, parabéns! Seu filho merece, de verdade, a faixa que você mandou fazer com o nome dele — mas que foi grafado errado — e uma mensagem de incentivo. Você pode se orgulhar. Os 10 mil reais que você gastou com a educação dele apenas no ensino médio não foram em vão. Agora…

… conheça o presidente da associação comercial e empresarial, que é o paraninfo da formatura
Seu filho é um abençoado e faz mesmo parte dos 5% mais brilhantes. Ele tem espírito empreendedor e será um perfeito membro da elite de nossa cidade, já que a única coisa que importa é enriquecer, e você não economizou para que ele enriquecesse. Um dia, ele chega lá. Você fez sua parte e contribuiu para que nossa sociedade continue exatamente do jeito que é. E, como bom pai, cumpriu seu papel para que seu filho tenha uma vida melhor do que a você teve, e muito melhor do que a maioria jamais terá. Parabéns!

Anúncios

5 respostas em “Notas sobre uma formatura

  1. Olá pior blog de Maringá !
    Vim dar audiência para a babaquice..
    Bom, eu não fui pra faculdade. Estou no 95% medíocre da raça humana. E olha só, é estupidez falar isso mas, um graduado em geografia tira acima de 5 mil inicial ? Pois eu, com meus 22 aninhos sem faculdade, tiro. Adoro provar que o conceito de “não tem ensino superior, não vai se dar bem na vida” é falso. Estudei a vida toda em colégio particular. Não passei em medicina como meu pai quis, confesso. Mas passei em odontologia, só pra mostrar que se eu quisesse, estaria em uma estadual. Mas eu NÃO QUIS. Faculdade forma pessoas com brilhantes conhecimentos, mas péssima educação. No ramo onde eu trabalho, como comissário de vôo, a maior falta de educação vem daqueles que você vê nítido o alto nível social. Eu sei que vocês vão falar “obrigado por dar audiência para nós, seu bosta”. Quem sabe por eu não ter ensino superior, como bom medíocre só me atraio por coisas medíocres.

  2. Que bom tê-lo de volta, Diogo! Nós sabemos que você é capaz. Mas se você ler o texto com mais atenção, verá que nos entendeu errado.

    Agora, se você se julga melhor que os outros porque ganha tão bem, aproveite seus cinco mil reais mensais para fazer algo de bom. Quem trabalha, persevera.

  3. Sintetizou bem muito do que pensei durante a formatura.

    -O Rafa sempre me faz rir. KKK

  4. Estive presente na cerimônia de formatura e concordo plenamente com a análise crítica do discurso do diretor. Lamentável sob todos os aspectos. Duvido mt que essa filosofia de ensino (totalmente neoliberal e voltada à competiçao e ao empreendedorismo) conste na proposta pedagógica do colégio. Essa proposta jamais seria aprovada. Em nenhum momento falou-se em formaçao integral do cidadão, em valores humanos…
    O que mais me preocupou foi a reação patética dos alunos formandos, prontos a aplaudir, sem o menor critério, toda e qquer babaquice pronunciada pela autoridade máxima do colégio. Triste espetáculo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s