Melhores da década: Nazareth

O show mais curioso da década aconteceu em 14 de maio de 2008, em uma quarta para quinta-feira: a banda escocesa Nazareth (Dan McCafferty, Jimmy Murrison, Pete Agnew e Lee Agnew) se apresentou na Expoingá. Era a primeira apresentação da sua quinta turnê brasileira, em comemoração aos 40 anos da fundação do grupo — a The 40th Anniversary World Tour.

No sábado anterior, a banda fizera show em Tórshavn, nas Ilhas Faroé. Na estrada desde janeiro, a turnê já havia passado pela Suécia, Irlanda, Reino Unido, Alemanha, Suíça, Áustria e Noruega.

Até o início do show, ninguém acreditava que a banda estaria mesmo em Maringá. O Click do Rato dizia: “Ver o Nazareth tocando numa exposição de gado será realmente muito bizarro”. E emendava: “Se não for o Nazareth ninguém, vai notar, principalmente aqui em Maringá… ahahaha! Acho que isso ae é pilantragem do Diário”.

O baixo nível dos shows das edições anteriores da exposição agropecuária contribuia para a incredulidade da população. Ninguém acreditava que uma banda tão querida dos maringaenses estaria aqui — onde há mesmo o Córrego Nazareth!

O show começou pontualmente às 23h. Com público estimado entre 15 e 20 mil pessoas, a arena coberta do Parque de Exposições estava lotada de gente que pagou barato — a inteira a 20 reais na bilheteria de 18 antecipada (para se ter uma ideia, no Citibank Hall, em São Paulo, os ingressos para os shows da mesma turnê estavam entre 120 e 250 reais). Segundo O Diário, “a plateia era constituída por famílias inteiras. Pais e mães foram acompanhados dos filhos, alguns com menos de cinco anos de idade. A cena contrariou a impressão generalizada de que a banda internacional atrairia violência para o local”.

Ninguém, entretanto, escondia que estava lá por uma música: Love Hurts. Muitos até foram embora depois da execução deste clássico:

 

Meu tio Carlos tornou-se fã de verdade da banda depois do show, um divisor de águas na sua vida. Antes, conhecia apenas os maiores sucessos do grupo dos tempos de adolescente. Hoje, seu grande hobby é comprar os discos da banda.

“O mais legal foi quando o Dan McCafferty disse que ‘tava cheirando fazenda’… hahahaha!”, diz o Click do Rato. “E o cara fazia gestos quando ia falar com o público.. tipo, inglês pra brasileiro burro. Igual quando tocaram Dream On, ele cantava o ‘dream’ e deixava o ‘on’ pro povo… assim, ele deve ter pensado que não conseguiriam dizer as 2 palavras: ‘dream on’, sabe? e quando acabou a música ainda disse: ‘Perfect!’. É muito gratificante ser chamado de burro pelo Nazareth…”, lembra, com bom humor.

Guilherme Aranega conheceu Dan McCafferty e Jimmy Murrison no Hotel Deville, pouco antes do show, e ainda teve seu disco Greatest Hits autografado. “Uma hora e meia de puro rock ‘n roll, ou eu deveria dizer, de verdadeiro rock ‘n roll? Foi uma honra poder assistir o show em Maringá, nunca um show como esse aconteceu por aqui, garotas chorando em Love Hurts, ‘tiozões’ dançando o show inteiro (como o meu pai, por exemplo, hahahah), foi lindo”, rememora. “Para os que perderam o show e para os que não conhecem ou não tiveram vontade de conhecer, boa sorte com o próximo show que vier… se vier”, acrescenta.

Bem, Guilherme, o Nazareth voltará ao Brasil e fará show em Curitiba no dia 7 de outubro. Cadê os empresários maringaenses para trazê-los de volta? Fica aqui o apelo.

Mais: Nazareth voa baixo

Fotos: Click do Rato e /snowball.

Anúncios

3 respostas em “Melhores da década: Nazareth

  1. Olá.. nem eu lembrava que este post do Click do Rato era tão infame..
    Valeu pelo apoio!

  2. Pingback: Lembranças da Expoingá « Maringá, Maringá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s