Há 5 anos, Maringá pedia BASTA à violência

O assassinato de Rubens Orlandine, 41, dono da rede de lojas Art & Linha, no dia 10 de setembro de 2005, motivou um grande protesto contra a violência na cidade. O latrocínio, solucionado em 72 horas pela Polícia Civil, teve o envolvimento de uma funcionária da loja e de um menor de idade.

Na manhã do dia 16, a Avenida Brasil parou e mais de 5 mil pessoas participaram da manifestação. Seu filho Thiago estudava no meu colégio, na mesma série que eu, e na ocasião os alunos foram dispensados da aula. Foi triste vê-lo falar do pai no local onde ele fora alvejado; Rubens tinha a idade da minha mãe. Após o ato ecumênico, com líderes de várias religiões e autoridades, a massa seguiu em passeata pela Avenida Brasil até a Avenida São Paulo.


Foto: Andye Iore

Passados cinco anos do episódio, a rede de lojas fechou e a violência na cidade parece ter aumentado. Hoje à tarde, haverá outro protesto na Avenida Guaiapó.

Anúncios

3 respostas em “Há 5 anos, Maringá pedia BASTA à violência

  1. eu fui dispensada da aula e tbm protestei, foi realmente triste.

  2. Em dezembro de 2007, comerciantes das avenidas Palmeiras e Kakogawa também pediram um basta à violência depois do crime contra o comerciante Sergio Marcos, morto durante um assalto.

  3. …”Ainda somos os mesmos e vivemos, como nossos pais”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s