Melhores da década: Interbairros

Clique na imagem para o itinerário

Ainda havia cobradores de ônibus em Maringá. No começo da década, a TCCC, influenciada pela experiência bem sucedida da capital, criou a linha Interbairros, que percorreria 25 km em torno da cidade, junto com os Pontos Inteligentes e a integração do Passe Fácil. Era uma proposta inovadora. A cidade seria ligada pelos bairros e os usuários evitariam passar pelo centro para fazer as baldeações. As catracas do terminal foram retiradas.

Os pontos inteligentes eram aqueles por onde passavam grande número de linhas e passageiros. Tinham abrigos mais estruturados, com um mapa da cidade com os itinerários das linhas e uma grande tabela de horários.

A integração era feita através do cartão ou do bilhete magnético, que era devolvido ao passageiro com um picote. Em todos os ônibus, foram afixados com o tempo de integração de cada linha. Quanto mais horários tinha certa linha, menor era seu tempo de integração.

No começo, a Interbairros operou com vários Marcopolo Viale/ Mercedes-Benz OF-1721 de 12,6 m, os mais novos da TCCC. Com as duas novas linhas, uma no sentido horário e outra no anti-horário (008 e 009), a empresa facilitou a vida de muitos usuários. Inclusive a minha. Para visitar meus avós, que moram na Zona 4 (eu morava próximo a Avenida Guaiapó), era preciso tomar dois ônibus. Um até o terminal e a 040 ABBB, desperdiçando tempo. Devo ter economizado uma semana da minha vida com a Interbairros! Geralmente eu pegava o ônibus nos sábados à tarde, quando ele era tomado por idosos que saíam da matinê do Clube do Vovô. O clima era de muita azaração.

Depois de quase uma década…
Os Marcopolo Viale já foram vendidos, pois a TCCC gosta de ter ônibus só por cinco anos. Alguns deles circulavam pela Cidade Verde. Os pontos inteligentes foram completamente depredados. A integração continua, mas a ideia de descentralizar o transporte público em Maringá não foi levada a cabo, embora tenha sido criada outra linha Interbairros, a 007 (Zona Norte). Um novo terminal central foi construído ao lado do antigo. O preço da passagem aumentou quase 100%. As discussões sobre o fim do monopólio da TCCC continuam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s