Educação Financeira: A independência financeira

Não importa qual é seu objetivo. Você somente estará livre, isto é, somente será independente financeiramente quando seu dinheiro trabalhar para você. Muitas pessoas vivem verdadeiros infernos por trabalharem para poder bancar seu estilo de vida. Concentr-se em suas metas e pense sempre no longo prazo. A Urgência do consumo faz com que você aja impensadamente e cause problemas sérios em sua saúde financeira que, consequentemente,  afetará negativamente sua vida em diversos aspectos.

Neste post, encerro uma série de 4 textos sobre educação financeira e encerro um ciclo de aprendizado sobre este assunto que considero importantíssimo para que você possa chegar no final de sua vida e olhar para trás com um sorriso no rosto.

“Independência ou morte.”
As palavras que Dom Pedro I gritou às margens do rio Ipiranga (ou não) simplificam a mensagem que quero passar. Você deve declarar guerra a dependência financeira. Estar amarrado a dívidas e despesas causa o mesmo mal estar de uma gripe que no futuro se tornará um verdadeiro câncer financeiro.

Tome atitudes!
Você pode, com força de vontade, tomar as rédeas da sua situação e escolher a dedo onde você quer chegar. Pense a frente e aja premeditadamente! Quando o assunto for finanças, seja frio e calculista, pois um pequeno deslize pode causar verdadeiros problemas!

Eduque-se! Não ache que ler meus posts vai fazer de você o guru das finanças. Leia livros de autores como Robert Kiyosaki e Donald Trump, assista a palestras, pague por aulas sobre investimentos e nunca deixe de estudar em casa também. Seu futuro é importante demais para ser “empurrado com a barriga”. Procure conversar com pessoas que estão no nível onde você gostaria de chegar, mas procure ter certeza de que essas pessoas não são falsos ricos (pessoas que possuem muitos bens, mas todos estão em posse do banco ou de terceiros).

Tenha fé
Não importa em que deus você acredita, mas acredite que o melhor vai acontecer a você, por que você se esforça. Aqueles que se dedicam a um objetivo são recompensados, pois a dedicação é o único fator que justifica a recompensa. Volto a desafiá-los a correr o risco de ficar rico e serem felizes no final de suas vidas. Os bens materiais não nos acompanham quando morremos, mas o que queremos não é acumular bens e sim viver livre do domínio deles!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s