Maringá parece um cavalinho

Foi a Fabiane Lima (@fabianelima), de Curitiba, quem botou reparo, enquanto falava com Naftali Andrade. Printscreens são sempre reveladoras.

"Maringá parece um cavalinho", por @fabianelima

* Olhando bem, parece mesmo. Maringá é — sim — a terra do cavalo louco. Isso é. Eu movimento bastante o cavalo quando jogo xadrez. O que é agora o Clube do Xadrez de Maringá? E aquele xadrez humano, quem lembra? Algum amigo do Rodrigo já foi o responsável por ele. Quem é? E as carroças — não sei se é porque estou vivendo menos em Maringá, mas elas parecem estar em extinção. Cocô de cavalo na rua é raridade. E a Casa Valinhos? Não parece “cavalinhos”? Passo bastante por Valinhos, em SP, onde há uma grande fábrica da Unilever — muitos produtos que abastecem os supermercados de Maringá vêm de lá. Também me lembrei dos cavalos à solta em frente à Universidade do Varejo.

* Perdoem, viajei na maionese.

* Eu tenho medo de cavalos.

Anúncios

2 respostas em “Maringá parece um cavalinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s